Imprimir

Fundador

César Gyalbo

uly e padimPadrinho César Gyalbo é ayahuasqueiro desde 1990. São 23 anos de experiência com a ayahuasca, 11 anos como dirigente do Instituto Céu na Terra. Começou seu percurso com a ayahuasca aos 24 anos de idade em trabalhos terapêuticos experimentais com o Santo Daime, em Porto Alegre/RS, tendo participado ativamente da implantação de uma das primeiras Igrejas de Santo Daime do estado.

Durante seu percurso com a ayahuasca conheceu e participou também da União do Vegetal onde permaneceu por 2 anos.

Após 12 anos de experiência com o chá nas respectivas doutrinas, além das vivências nos trabalhos de cunho terapêutico, sentiu o forte chamado de criar um trabalho que unisse a psicoterapia de base holística a espiritualidade, idealizando, assim, o Instituto Céu na Terra.

Unindo sua formação profissional como terapeuta ao sacerdócio, fundou o Céu na Terra – Instituto de Psicoterapia Espiritual e de Estudos da Ayahuasca, no ano de 2002, com o objetivo de ampliar as possibilidades de benefícios do uso ritualístico da ayahuasca e de criar um espaço e um grupo de pessoas reunidas com o objetivo comum de autoconhecerem-se e trabalharem na cura integral de si mesmas, da coletividade e do meio ambiente.

Além de comandar os trabalhos espirituais da Fraternidade Céu na Terra é também músico de ritual, tendo canalizado mais de 300 canções-ensinamentos do plano espiritual.

Durante seus anos de estudo com a ayahuasca, já sacerdote ayahuasqueiro, recebeu iniciação formal na linha afro-brasileira em sua própria casa espiritual, recebendo axé de búzios e cargo de sacerdote, tendo sido reconhecido como abiku (nascido feito).

A partir daí incorporou a Linha dos Orixás ao estudo espiritual do Céu na Terra, que hoje é uma Escola Espiritual e Terapêutica mantendo os mesmos propósito desde a sua fundação e reconhecendo-se espiritualmente como Linha Unificada.